terça-feira, 12 de agosto de 2008

As diferenças entre AM e FM

Muita gente sintoniza o rádio numa estação e pensa que, ao ligar o botão de um aparelho- walkman, disckman, mp5 e outros- é tudo igual. Puro engano. A estruturação de uma empresa AM e FM, configuram-se dessa forma nos dias atuais, ainda sem a configuração de uma RÁDIO DIGITAL -que todo mundo diz, mas que ninguém sabe ao certo do novo "invento" do Professor Pardal:

O.C. --> Ondas Curtas -quando o alcance do som vai para lugares bem distantes;

O.M--->Ondas Médias- para o alcance do som local;

A.M--> Amplitude Modular;

F.M--> Frequência Modular;



---> A estruturação e mais exatamente o seu perfil, é assim definido:

As transmissões em AM são responsáveis pela informação e pela prestação de serviços. O carro chefe na maioria das empresas radiofônicas é o RADIOJORNALISMO, apontado como responsável pela introdução do rádio na sociedade, ao colocar, as segmentações tais como:
JORNALISMO ESPORTIVO e PROGRAMAS DE DEBATES.

A frequencia Am assume o papel de companheiro do cidadão comum. A tarefa de uma AM é informar com fluidez, rapidez e seriedade, além do fornecimento de serviços ao grupo local.

Em contrapartida, as FM's são reduzidas ao caráter qualitativo de suas TRANSMISSÕES MUSICAIS e RADIOJORNALISMO como a CBN que "a rádio toca notícia" pontuadas pelas particularidades de seus locutores.

* Parte do texto foi retirado de um trecho do livro "O Mito do Rádio" de 1997, de autoria: Rebecca Ferreira Nunes da editora Anna Blume.

Obrigada pela atenção e leitura,


Isabela Guedes.
mariaisabelaguedes@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bote o seu conhecimento no ar

Postar um comentário