Para Márcio

Oi Márcio,

em primeiro lugar, eu quero lhe agradecer por acessar o meu blog. Com relação ao comentarista Mário Silva, com a assinatura de "o comentarista que não esconde o jogo", também eu não sei porquê ele não está comentando os jogos pela Nacional(am 1130 khz). No momento, só estão transmitindo às jornadas esportivas, o locutor esportivo Carlos Borges, o comentarista Waldir Luiz e Astrid Nick, a plantonista. Márcio, também sinto falta do engraçado e competente comentarista Mário Silva. Realmente... O Mário comenta nos programas Bate-Bola Nacional(programete de 20 minutos de 12:40 horas às 13 horas) e no programa No Mundo da Bola(das 23:30 horas até meia noite).

Sinto falta dos antigos profissionais da Nacional como José Silvério, Tárcio Santos e Welligton Campos(locutor que tinha o bordão: "Galeraaaaaaaa, Mije el Pasarito"... Quantas vezes eu batia na cadeira quando o meu Bangu jogava, ora empatava, ora perdia. Quem transmitia os jogos do Bangu era o Welligton Campos.)Trago na lembrança recente o derradeiro gol de Petkovic para o Flamengo em 2001 contra o Vasco da Gama- que deu o ultimo tri-campeonato ao Club de Regatas do Flamengo no final dos anos 1990(1999,2000 e 2001). O gol de "Pet" foi e é emblemático nesta primeira década do século 21 pela dramaticidade da decisão. Eu, amante das transmissões esportivas, estava na escuta pelo som da Nacional. Lembro de José Silvério nos comentários com Carlos Borges na locução. E olha que a qualidade sonora da rádio Nacional até julho de 2004 parecia uma turbina de avião... Um horror. Mas como fã da rádio Nacional desde 1996 para escutar futebol, o som incomodava-me sim, mas a qualidade destes profissionais citados, além de Eduardo Henriques, o plantonista da época, a equipe esportiva da Praça Mauá, era imbatível. Apesar de não conhecer o Eduardo Henriques pessoalmente, tenho uma gratidão e carinho muito grande por ele. O motivo de minha gratidão ficará para um próximo post.

Lembro-me de quê no ano de 2005, o último ano em que a Nacional narrava futebol antes da volta neste ano de 2009, quem ajudou o Borges na narração no campeonato estadual, foi o QUERIDO e que não pode ficar de fora da "latinha" José Cabral, como participação especial. Já no campeonato Brasileiro daquele ano, na locução era apenas o Carlos Borges. Lembro-me de houvera um jogo que quem narrou um jogo para o Botafogo foi Agostinho Gomes, que assinava pôr "O Gente Boa"(não me lembro com qual clube o alvi-negro jogou, todavia, era campeonato brasileiro, já para o final-do ano, pois foi na semana ou um pouco depois da morte de Emilinha Borba). Nos comentários revezavam-se Mário Silva e Waldir Luiz. No plantão esportivo, quem transmitia os resultados dos jogos era Aécio Amado e em meados do campeonato carioca, já na Taça Rio, quem entrou para reportar era Fred D´Amato, que anteriormente, era repórter da também querida emissora Super Rádio Brasil(Am 940 khz), que na época, tinha no comando o excelente profissional Felippe Cardoso.

Um abraço,

Isabela Guedes.
blogdoradiocarioca@yahoo.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista com o locutor Sérgio Moraes- "Dos Pampas aos Seringais"

Humor no Rádio Esportivo Carioca- Uma deliciosa crônica do GRANDE Roberto Porto